Mentalize: o copo sempre está meio-cheioMais um ano chegou ao fim, acompanhado das tradicionais festas de fim-de-ano com a família, confraternizações profissionais, envio/recebimento de mensagens de final de ano, comer panettone, etc

E 2009, em especial, foi o ano que eu queria que passasse rápido (mas muito rápido mesmo) e, se fosse possível, gostaria de estar entorpecido do início de 2009 até o dia 1º de janeiro de 2010.

Este foi um ano difícil, não somente do lado profissional, mas também na relação com as pessoas. Não digo que foi um ano de “fidiputa” e, sim, um ano de aprendizado (modo otimista ligado, afinal o copo está meio-cheio), reflexão e aprender que certas escolhas devem obedecer a ordem dos degraus numa escada – não adianta pular alguns para chegar mais rápido aos objetivos – tudo precisa seguir uma ordem natural.

Enfim, como dizem: “Depois do temporal vem a bonança”, com isso em mente, tenho certeza que 2010 será um ano sensacional.